top of page
  • Foto do escritorgaafhobr

Famílias homotransnucleares e seus aliados

O entendimento de família é influenciado por fatores culturais, sociais e históricos, refletindo as distintas perspectivas e normativas de cada sociedade. Tradicionalmente, a família é concebida como um conjunto de indivíduos conectados por vínculos sanguíneos, matrimoniais ou adotivos, coabitando e compartilhando responsabilidades e recursos. Contudo, transformações sociais, culturais e jurídicas têm expandido essa concepção, reconhecendo uma gama diversificada de arranjos familiares, especialmente dentro do espectro LGBTI+. Dentre essas configurações familiares, destacam-se:


1. Família Nuclear: É a família composta por pais (ou parceiros) que se identificam como LGBTI+ e seus filhos biológicos ou adotados, vivendo juntos como unidade independente.


2. Família Estendida: Envolve membros da família nuclear, além de avós, tios, primos e outros parentes, que residem ou mantêm laços próximos.


3. Família Monoparental: É aquela em que uma pessoa (pai ou mãe) que se identifica como LGBTI+ e é o principal provedor e cuidador dos filhos.


4. Família Homoparental: Composta por casais do mesmo sexo que têm filhos, seja por meio de adoção, fertilização in vitro ou outros meios.


5. Família Reconstruída ou Mosaico: Resulta da formação de uma nova família após um divórcio ou separação de pais que se identificam como LGBTI+, envolvendo filhos de relacionamentos anteriores.


6. Família Anaparental: Consiste em um adulto solteiro, que se identifica como LGBTI+, vivendo com uma ou mais crianças, sem laços conjugais.


7. Família de Acolhimento: Famílias que abrigam temporariamente crianças e adolescentes, que identificam-se como LGBTI+, em situação de risco, proporcionando cuidados e apoio.


8. Família Plural ou Poliafetiva: Envolve mais de duas pessoas mantendo relacionamentos afetivos e parentais, compartilhando responsabilidades e vida em comum.


9. Família Transgeracional: Refere-se à ligação entre diferentes gerações, incluindo avós, pais, filhos e netos, que compartilham laços emocionais e práticos, ou um integrante ou mais identifica-se como LGBTI+.


10. Família Afetiva: Composta por pessoas que, embora não tenham laços biológicos ou legais, compartilham vínculos emocionais e apoio mútuo, como amigos íntimos, onde um integrante ou mais identifica-se como LGBTI+.



Fontes

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page